4º DIA DA VISITA PASTORAL Á PARÓQUIA DE SANTA CRUZ DE MOLUMBO, 07.09,2017

PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail
07Set2017
Actualizado em 07 Setembro 2017 | Escrito por Assis

4º DIA DA VISITA PASTORAL Á PARÓQUIA DE S. CRUZ DE MOLUMBO. 07.09.2017

A concentração hoje foi na comunidade de N. S. da Anunciação de MWALÁ, a 45 kms da sede da Paróquia, na estrada Molumbo – Milange. Reuniram fiéis de 25 comunidades das 4 Zonas Pastorais (Inwiki, Nyaminyasi, Mwalá e Khipanga, que formam o Centro Pastoral de Mwalá.

É uma zona de forte influència musical, linguística Cinyanja e religiosa pela sua vizinhança com o Distrito de Milange e com vizinho Malawi. Pelo mesmo motivo, há uma forte presença de inumeráveis Igrejas evangélicas e grupos religiosos independentes.

CENTRO PASTORAL DE MWALÁ

I.- ZONA PASTORAL DE MWALÁ.

Comunidades cristãs: N. S. da Anunciação de Mwalá; S.Pedro Claver de Matukuti; S. João Baptista de Magengane; S. Paulo de Namoio.

II.- ZONA PASTORAL DE INWIKI

Comunidades cristãs: S. José de Inwiki; S. Pedro de Namiravane; S. António de Riolú; S. Miguel de Macondonuane; S. Maria de Kotokwani.

III.- ZONA PASTORAL DE NYAMINYASI

Comunidades cristãs: S. António de Nyaminyasi; S. Miguel de Namadora; S. Francisco de Midima: Nondue; e S. Lucas de Mizimbe.

IV.- ZONA PASTORAL DE KHIPANGA

Comunidades cristãs: S. José de Nyamafu; Chipanga; Nré; Natxisope; Nyanyane; e Mambuene.

Na mensagem que as comunidades apresentaram ao Bispo salientou-se especialmente dois assuntos que preocupam à população, isto é, a consolidação de uma paz duradoura (“a +az não é apenas o silencio das armas”); os baixos preços com que são comprados os produtos que a população cultiva (milho, feijão, soja); e os altos preços dos géneros alimentícios de primeira necessidade. Esta situação que, se se agravar, pode minar os alicerces da paz.

O Pe, Agostinho, na sua intervenção falou, em primeiro lugar, da Igreja; quem é o “dono” das nossas comunidades? Perguntou aos fiéis. Ninguém é dono da comunidade, só Jesus Cristo é o centro e o dono da comunidade. E, à seguir, dirigiu-se aos jovens para participarem na preparação do Sínodo do Bispos sobre a juventude (Roma 2018) e na próxima Jornada Mundial da Juventude/Panamá 2019, respondendo ao Questionário que, oportunamente, lhes foi enviado pelo Secretariado Diocesano da Coordenação Pastoral.

D. Francisco falou sobre os alicerces da Paz, especialmente sobre a justiça e sobre os problemas económicos e sociais que afligem a todo o povoe. Neste sentido falou do empenho dos Bispos e da responsabilidade de todos os cidadãos segundo as orientações da

Os crismados hoje fora 72.