PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail
21Set2014
| Escrito por Assis

Comunicado do Bispo sobre a Rdio Diocesana F.M. 94.4

Carssimos diocesanos, irmos e amigos.

Alegrai-vos, comunico-vos uma grande notcia!


COM MUITA ALEGRIA VOS COMUNICO QUE O INSTITUTO NACIONAL DE COMUNICAO DE MOAMBIQUE , NO PASSADO 19 DE SETEMBRO CORRENTE, DEPOIS DE TER FEITO A SEGUNDA VISTORIA, J APROVOU EM DEFINITIVO A ESTAO EMISSORA DA DIOCESE: "Rdio Diocesana de Gur: Rdio rural formativa e informativa, transmitido emFM 94.4".

A PARTIR DE AGORA, PODE

TRANSMITIR TODOS OS PROGRAMAS QUE ACHAR NECESSRIO COM BASE A NOSSA LINHA EDITORIAL.
A RDIO TRANSMITE EM OPTIMAS CONDIES, EM FM 94.4, SEM NENHUM DEFEITO TCNICO PARA REVER COMO RECOMENDAO.
ASSIM O INCM SE ENCARREGA DE EMITIR A LICENA QUE ESTAR ANEXA COM OS DADOS TCNICOS DE FUNCIONAMENTO DA RDIO.
O INSTITUTO TAMBM AUTORIZOU A USARMOS SE POSSVEL UMA POTENCIA ELEVADA AT 730W DO TRANSMISSOR, SENDO ASSIM BREVEMENTE O TCNICO REALIZAR UM TRABALHO DE MANUTENO DE ROTINA E AUMENTAR A POTENCIA DE TRANSMISSO.
NO ESPERAMOS EM BREVE OUTRA VISTORIA.
DESEJO-VOS BOM TRABALHO.

FRATERNAIS SAUDAES EM CRISTO JESUS,
+ FRANCISCO LERMA MARTNEZ
BISPO DE GUR
 

PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail
06Set2014
| Escrito por Assis

O momento solene da "Imposio das Mos"

ORDENAO SACERDOTAL DO PE.SANTOS VICTOR.

O novo Sacerdote da Igreja, Pe. Santos Vctor

No passado dia 31 de Agosto de 2014, na Parquia de S. Jos de Lioma, foi ordenado sacerdote por D. Francisco Lerma, Bispo da Diocese, o dicono SANTOS VICTOR, do clero diocesano de Gur,

O Bispo apresenta comunidade o recm ordenado Pe. Santos Vctor

Na Solene Eucaristia concelebraram D Manuel Chuanguira Machado, Bispo Emrito de Gur e 20 sacerdotes, entre membros do clero diocesano e religioso, provenientes das diversas parquias da Diocese, que acompanharam as delegaes das suas respectivas parquias.

O abrao da me do novo sacerdote

Entre os numerosos fiis, religiosos e religiosas salientamos a presena da Superiora Geral das Irms Missionrias Capuchinhas, a Superiora Provincial das Irms Filhas de Nossa Senhora das Vitrias e dois diconos da Diocese de Quelimane.

Tambm participaram na Cerimnia o Chefe do Posto Administrativo de Lioma e o Pastor da Unio Baptista Universal e mais outros convidados.

   

PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail
29Ago2014
| Escrito por Assis

Brinde sade de alunos e professores da Universidade Catlica no Gur na Festa de S. Agostinho

A Extenso de Gur da Universidade Catlica de Moambique (EGUCM), celebrou pela primeira vez a Festa do seu Padroeiro Santo Agostinho.

Os vrios actos programados pela instituio deram incio s 8.00h, na S Catedral, com a celebrao da Eucaristia presidida por D. Francisco Lerma, Bispo da Diocese e concelebrada pelo Director da extenso, o Pe. Daniel A. Raul, o Chanceler e Secretrio da Diocese, Pe. Agostinho Vasconcelos e pelo Pe. Paulino Nicau, Vigrio Paroquial e Professor.

A Celebrao da Eucaristia na Catedral presidida por D. Francisco Lerma

Participaram os alunos, professores e pessoal auxiliar da extenso e as Autoridades Civis do Distrito e do Municpio e da Direco Distrital de Educao e mais outras pessoas convidadas da comunidade.

O Director da Extenso, Dr. Pe. Daniel Raul, abre a sesso acadmica.

seguir Eucaristia, no Cinema Gur, realizou-se o acto acadmico com uma palestra sobre a Vida e Escritos de Santo Agostinho, apresentada pelo Prf. Pe. Paulino Nicau, seguida de um vivo debate entre algumas questes levantada pelo palestrante.

O Dr. Pe. Paulino Nicau orientou a palestra sobre a Vida e Escritos de S. Agostinho

Depois de uma breves palavras de agradecimento a todos os que colaboraram pela instaurao da Universidade Catlica de Moambique na Diocese de Gur, o Bispo deu por encerrada a sesso acadmica.

O corte do bolo em sinal de unidade e comunho entre os membros da famlia acadmica

Eis o texto da Homilia proferida por D. Francisco durante a Eucaristia

DUAS PALAVRAS: SANTO e AGOSTINHO

I.- Santo e Padroeiro da UCM. Sentido: celebramos algum que viveu em plenitude o caminho de todo cristo: o discipulado de Jesus, a sua doutrina e o seu exemplo. Ele escreveu no Livro das Confisses: Para vs sou pastor bispo- , mas convosco sou colega, sou cristo.

O Padroeiro para ser imitado, e exemplo de vida. Mas, ao mesmo tempo, o padroeiro torna-se protector e intercessor junto de Deus pois ele j atingiu a meta aonde todos ns desejamos chegar um dia, meta de plenitude absoluta de paz, verdade, vida e amor.

II. AGOSTINHO

Um homem dos primeiros tempos da nossa era (viveu entre o sculos IV (354) e V (430), mas um homem do nosso tempo pelo seu estilo de vida, pelos seus ensinamentos.

1.A Inquietao.

O nosso corao est inquieto em quanto no descansa em Vs.

Um homem de dimenses enormes e muito variadas: uma pessoa, de carne e ossos como ns; um homem que, desde a sua juventude ainda aluno- andava inquieto procura da verdade, da beleza, do amor, dimenses humanas que procuro constantemente atravs de leituras, dilogos, viagens. Uma sede de verdade que nunca se apagou.

Esta a caracterstica que sobressai na vida de gostinho, grande pensador, filsofo, professor pastor manje e santo, a inquietao do corao, um suspiro de verdade e de amor.

2.O encontro com a Verdade.

Na sua constante procura nada lhe satisfazia at que encontro a luz do Evangelho, a luz de Deus

Oh eterna verdade! Tarde Vos amei;

Oh beleza to antiga e to nova, tarde Vos amei!

Vs estveis dentro de mim, mas eu estava fora

E fora de mim Vos procurava com o meu esprito deformado

Agostinho finalmente encontra a Verdade e o Amor absolto, Deus. Abre toda a sua vida a Deus: o seu passado, o seu presente e o seu futuro. Ele escreve:

Fizeste-nos para Ti, Senhor; e o nosso corao no encontra sossego at no repousar em Ti.

3. Na sua morte, em Agostinho nada morre.

Para ele, nasce a plenitude da verdade e do amor, a paz definitiva que sempre procurou.

Para ns nasce um caminho a percorrer, um exemplo a imitar e seguir, uma doutrina a ler e estudar.

Desde aquele longnquo 28 de Agosto do ano 430 h qualquer trao de Agostinho na histria da humanidade e na histria de cada um de ns.

Gur, 28.08.2014

+ flerma

 

PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail
26Ago2014
| Escrito por Assis

A imagem de N. S. que presidiu a Peregrinao

Nos dias 23 e 24 de Agosto deste na 2014, realizou-se a 3 Peregrinao Diocesana ao Santurio de N. S. Rainha do Mundo, em Malua, a 12 kms. de Alto Molocu-Sede.

Grupo de jovens peregrinos

Presidida pelo Bispo da Diocese, D. Francisco Lerma, participaram na Peregrinao mais de trs mil peregrinos vindos da maior parte das paroquias e capelanias da Diocese, nomeadamente: Molumbo, Lioma, Invinha, Muagiua, Ile, Muliquela, Gil, Muiane, Moneia e Seminrio Diocesano.

Os mais pequenos animaram a Celebrao Litrgica

Por volta das 15.00H comeou a procisso com a imagem de Nossa Senhora. S 18.00h, e aps o acolhimento e bno dos peregrinos, celebrou-se a Eucaristia em honra de Maria, Rainha do Mundo. A seguir, comeo a Adorao ao Santssimo Sacramento por turnos de uma hora, que durou toda a noite at s 7.00H do dia seguinte, 24 de Agosto.

A multido de peregrinos encheram por completo o interior do amplo templo de Malua

s 7.30H. celebrou-se a Eucaristia do XXI Domingo, presidida por D Francisco e pelos Procos das Parquiasdos peregrinos. A seguirfoi o Encerramento da Peregrinao, com a bno e o Envio dos peregrinos.

O Santurio de N S Rainha do Mundo. Malua, no dia da Peregrinao
   

Pág. 148 de 196